5 maneiras para usar seu japamala

 em Japamala, Mantra, Meditação, relaxamento, respiração

Como você já deve saber, o japamala é um cordão de contas usado na meditação em algumas tradições orientais como o budismo e hinduísmo. Embora este seja a aplicação mais importante, existem também outras maneiras para usar seu japamala que vão além disso. Neste post vamos abordar algumas das inúmeras possibilidades para usar o seu.

Todas essas técnicas podem ser combinadas para potencializar suas práticas. Lembre-se que não há certo nem errado, desde que a prática seja constante e honesta.

Esperamos que você se identifique com ao menos uma e coloque-a em prática para melhorar sua personalidade, intenções e objetivos de vida. Portanto, embarque conosco nessa jornada!

Meditação com mantra

A prática de entoar um mantra ao usar o japamala também é conhecida como meditação japa ou meditação com mantra. É esta a modalidade praticada no yoga e budismo. Geralmente é feita sentada, mas nada impede que seja feita deitada ou mesmo caminhando. O mantra escolhido pode ser repetido em voz alta, sussurrando ou mentalmente, desde que o foco seja total nos dizeres do mantra e sua intenção. Neste post tem mais informações sobre a meditação com mantra, neste outro falamos sobre o poder dos mantras e neste outro aqui apresentamos alguns dos mantras mais poderosos para você escolher.

Meditação respiratória

Também é possível usar o japamala associado a prática clássica de respiração de ioga. Este método ajuda a diminuir a frequência respiratória, focando e acalmando a mente. Nesta modalidade o japamala é usado da mesma maneira do que na meditação com mantra. É bem simples e funciona mais ou menos assim:

  1. Inspire profunda e lentamente pelo nariz direcionando o ar para a parte inferior da barriga (diafragma)
  2. Com os pulmões cheios, faça uma pausa de um a dois segundos
  3. Expire lentamente exalando o ar pelo nariz
  4. Repita a pausa de um a dois segundos

Para cada ciclo de respiração, mova uma conta do japamala. Mantenha sua mente atenta a sensação de cada um dos quatro passos ao mesmo tempo em que manuseia as contas do seu japamala com os dedos.  Sempre que surgirem pensamentos ou distrações em sua mente, volte o foco para sua respiração e contato com as contas.

Prática de contemplação da gratidão

A ciência já demonstrou que a simples prática cotidiana da gratidão cultiva a empatia e a resiliência mental, além de melhorar o sono, a auto-estima e a saúde mental e física. Para praticar esta modalidade, você irá manusear o japamala da mesma forma que nas práticas explicadas anteriormente.

Comece com algumas respirações lentas e profundas para clarear sua mente e ancorar sua energia. Em seguida prossiga mentalizando algo pelo qual você sente gratidão. A cada movimento das contas, reforce a gratidão que você está sentindo.

Note, não se limite pensando que algo é muito pequeno ou insignificante para agradecer. Tampouco não há problema algum em repetir os mesmos pensamentos de gratidão, mas tente desafiar-se a pensar no maior número possível de coisas novas. Saiba que quanto mais você pratica isso, mais fácil será o processo.

E sempre que houver distrações, lembre-se que o japamala está na sua mão para te ajudar.

Cura da mente e corpo

Carregar consigo ou simplesmente ter por perto materiais energéticos como pedras e sementes é sempre muito bom. Estes materiais possuem propriedades de cura capazes de beneficiar corpo, mente e espírito.

Por isso, usar ou carregar um japamala feito com materiais nobres é muito muito muito positivo pois estes materiais associados ao poder do japamala promovem naturalmente esta transferência energética.

Embora possa parecer simplória, este caminho é uma ótima maneira para usar o japamala pois você não precisa nem pensar. Basta ter seu japamala sempre por perto.

Evidentemente, quando usados com intenção e propósito, os efeitos de cura se tornarão mais fortes e mais potentes.

Por essas e outras que apostamos muito na confecção de japamalas com materiais energeticamente valiosos como as sementes de rudraksha e pedras semi-preciosas.

Beleza e estilo

Por último e não menos importante, o japamala (tanto colar de 108 contas quanto pulseiras de 27) são amuletos poderosíssimos além de belos acessórios.

No entanto, vale destacar que quando o japamala é exposto excessivamente para outras pessoas ou em outros ambientes, o poder energético dele pode ficar prejudicado. Portanto, há quem prefira usar dentro das roupas ou ter peças diferentes para usar na meditação ou como amuleto de proteção. De todo modo, uma boa limpeza no seu japamala, explicada neste post, pode resolver este problema.

Qual maneira, além dessas, você usa seu japamala? Compartilhe conosco suas experiências e boas práticas!

Imagem destacada: https://wanderlust.com/journal/choose-use-cleanse-mala-beads/

Postagens Recentes
Mostrando 2 comentários
  • Taissa
    Responder

    Bom dia!
    Uso a minha pulseira todos os dias e só tiro na hora do banho! Isso é correto? Devo fazer que limpeza já que fica exposta no meu pulso e qualquer um pode vê-la…
    Obrigada

Deixe um Comentário

0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

O poder dos mantrasJapamala e coronavírus, entenda como proteger