Terapia floral: o que você precisa saber

 em aromaterapia, Meditação, relaxamento, saúde, yoga

Com o passar dos anos e a evolução de muitas técnicas de terapias tradicionais, cuidar da saúde mental passou a ser uma prioridade maior na vida das pessoas, que hoje buscam tratamentos e atividades para se manterem com seus pensamentos e energias plenos em meio a tanta correria e estresse cotidiano.

Entretanto, nem sempre os métodos convencionais por si só são suficientes para que a pessoa tenha uma resposta positiva em 100% do tempo.

Com o objetivo de resolver essa questão, entram em cena as terapias alternativas que, de forma complementar, também podem trabalhar desarranjos na saúde do indivíduo, tanto no corpo como na mente.

Conheceremos hoje um pouco sobre uma das terapias mais procuradas hoje em dia: a terapia floral.

Entendendo a terapia floral

Trata-se de um tipo de terapia que  envolve o uso de essências florais, isto é, substâncias extraídas de flores específicas cujo objetivo, dentro de um contexto terapêutico, é de proporcionar uma condição de harmonia e equilíbrio emocional, promovendo a capacidade de celebrar a vida em sua plenitude.

Considerada uma nova abordagem no campo medicinal, foi desenvolvida na década de 30 no Reino Unido pelo Dr. Edward Bach para auxiliar na qualidade de vida das pessoas.

Assim como a homeopatia, os florais não podem ser analisados em laboratórios, pois são essências energéticas, e, dessa forma, somente poderá ser avaliado o seu efeito na vida humana de forma empírica.

Portanto, embora ainda esteja em apreciação pela OMS (Organização Mundial da Saúde), trata-se de uma terapia exclusivamente alternativa.

Como na acupuntura, por exemplo, para a terapia floral ainda não existe oficialmente uma legislação nacional ou internacional que faculte sua exclusividade a uma classe profissional, tampouco pode-se afirmar de que ela não seja eficaz ao que se propõe.

O papel de um terapeuta floral é similar ao de um educador ou facilitador, uma vez que ele educará o paciente no uso dos Florais, estimulando-o a participar do seu próprio processo de cura e plenitude, percorrendo um caminho de autoconhecimento, permitindo que o bem-estar, o equilíbrio e a saúde possam ser resgatados.

Uso e benefícios

Os florais corrigem o equilíbrio emocional no campo energético, derrubando bloqueios e desatando nós psíquicos ou emocionais que causam travamentos diante de situações para serem resolvidas.

Também possui a capacidade de atenuar ou ajudar no tratamento de algum mal físico, aperfeiçoar as qualidades individuais e promover a transcendência perante os problemas da vida.

Em um tratamento antidepressivo, enquanto a medicação tradicional ameniza ou disfarça os comportamentos não desejáveis, o uso dos florais, serve como terapia auxiliar, ajudando na catalisação da consciência emocional para a auto cura, além de auxiliar em uma psicoterapia (lembre-se: ela nunca irá substituir os tratamentos convencionais!).

A eficácia da terapia floral está na transformação do paradigma comportamental ou do estilo de vida, na promoção do bem-estar e do equilíbrio espiritual, do mesmo modo, por fazer florescer  todas as qualidades positivas pessoais, efetua a busca do autoconhecimento.

Essencialmente,  podemos dizer que os florais criam uma nova “consciência” para o ser humano, curando sua alma.

Alguns dos quadros em que a terapia floral se mostra eficaz:

  • dificuldades escolares, falta de foco, criatividade e concentração;
  • preguiça, falta de motivação, cansaço, falta de energia e vitalidade;
  • falta de auto confiança;
  • baixa auto estima;
  • insônia ou excesso de sono;
  • rigidez, perfeccionismo, dificuldade em se adaptar às mudanças;
  • impaciência e irritação;
  • mágoa, raiva, desejo de vingança, ciúmes;
  • tensão pré menstrual;
  • dificuldades emocionais que dificultam o processo de emagrecimento;
  • nos estágios da gravidez;
  • medos, traumas;
  • síndrome do pânico;
  • depressão, perdas, tristezas, separação, luto, melancolia;
  • ansiedade e stress;
  • pessoas com dificuldade de entrar em psicoterapia;
  • terceira idade e as dificuldades comuns a essa fase;
  • dificuldades de relacionamento;
  • dúvidas existenciais, dificuldade em realizar escolhas;
  • dificuldades sexuais;
  • crianças que urinam na cama por causas psicológicas e pessoas que roem unhas;
  • adolescência e as dificuldades comuns a essa fase;
  • problemas na escolha profissional;
  • pessoas muito identificadas com a negatividade do mundo atual, pessimismo;
  • excesso de preocupação com as pessoas queridas;
  • dificuldades de comunicação;
  • situações de tensão ou emergenciais.

Por fim, destacamos ainda que o uso da terapia floral além de trabalharem os desequilíbrios emocionais e psicológicos, são perfeitas para sessões de meditação,  auxiliando a pessoa a trilhar um caminho de autoconhecimento e desenvolvimento pessoal.

Para conhecer mais a fundo sobre este assunto, procure uma terapeuta floral.

Boas práticas!

Fontes:

Manual Básico de Florais de Bach
Disponível em: https://bit.ly/2MhgTaL

Curso Introdutório de Terapia Floral Nei Naiff
Disponível em: https://bit.ly/2Mczd4L

Essências florais para a meditação Valquiria Rita Geraldini
Disponível em: https://bit.ly/2Z1rqIR

Terapia floral: o resgate do equilíbrio emocional através das flores Valquiria Rita Geraldini
https://bit.ly/2Xe1jxN

Terapias florais
Disponível em: https://bitly.com/

Imagem:
https://bit.ly/2W33eUF

Postagens Recentes

Deixe um Comentário

0

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar